Como ter um escritório minimalista?

Um movimento iniciado no século XX, o minimalismo tem ganhado cada vez mais espaço em diversos setores, como arte, decoração, moda e móveis.

A decoração e a construção de cada ambiente corporativo influencia diretamente no desempenho dos funcionários. Por essa razão, ao escolher um estilo para o escritório, é recomendado conhecer bem suas principais características e vantagens. Por isso, neste post descrevemos como ter um escritório minimalista.

O que é minimalismo?

Iniciado originalmente na década de 60 nos Estados Unidos, o minimalismo é um movimento artístico que pode ser resumido como “menos é mais”. Ou seja, esse conceito, que ao longo do tempo expandiu-se para outras vertentes, preza principalmente pela simplicidade aliada à funcionalidade. 

Além disso, tem sido adotado como um estilo de vida por pessoas que desejam consumir de forma consciente e sem excesso. Isso ocorre, pois seu impacto no dia a dia é significativo, uma vez que torna o ambiente e os hábitos mais simples. 

Principais características

Embora possa ser aplicado em diversas áreas, nota-se um conjunto de aspectos que são comuns, e que também podem ser aplicados em escritórios, como:

  • cores neutras, principalmente branco ou tons pastéis;
  • formas geométricas;
  • padrões que se repetem;
  • simplicidade;
  • funcionalidade;
  • design inovador;
  • uso de materiais sustentáveis.

É possível também adaptar elementos para torná-los mais simples.

Como ter um escritório minimalista

Para construir um espaço corporativo simplificado, é necessário planejamento, uma vez que todos os elementos precisam estar em harmonia para garantir um bom resultado. Por isso, é recomendado:

  • utilizar móveis práticos e simples, como armários sem puxadores em alto relevo, cadeiras com bases lineares e poltronas monocromáticas, por exemplo;
  • adotar cores neutras, como branco, bege ou preto;
  • por meio de paredes e objetos, criar um ambiente claro;
  • utilizar padrões geométricos em objetos e na decoração;
  • evitar o uso de estampas;
  • reduzir ao máximo a quantidade de itens em um mesmo cômodo;
  • usar organizadores somente no que é necessário;
  • adotar materiais sustentáveis ou alternativos, como madeira e cimento.

Além desses pontos, é preciso lembrar que a funcionalidade deve ser priorizada independente de qualquer escolha. Vale lembrar que manter espaços vazios e poucos detalhes também contribui para esse estilo.

Por que ter um escritório minimalista?

São inúmeros os motivos que tornam o minimalismo uma escolha que vale a pena:

  • facilita a organização de documentos e objetos;
  • é agradável e bonito;
  • aumenta a produtividade, uma vez que não há obstáculos nem distrações para o desempenho das funções;
  • facilita a manutenção da limpeza;
  • aumenta a iluminação em todo o ambiente, seja natural ou artificial.

Inclusive, recomenda-se combinar paredes, móveis e decoração de forma complementar para equilibrar o ambiente.

Conclusão

O minimalismo, embora exista há décadas, tem se tornado mais evidente à medida que o consumo excessivo tem sido questionado em um contexto global. Assim, tem ganhado notoriedade, principalmente em relação à decoração de ambientes.

Nesse post, mostramos as suas principais características – seja em escritórios ou em outros cenários – de forma a possibilitar que sua essência seja aplicada não apenas na vida profissional, mas também na pessoal.